Produções dos pesquisadores do LaHorTA

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar indicadores de qualidade de um Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico sob vegetação nativa de floresta, pastagem (Brachiaria brizantha cv. marandu), plantio convencional, cultivo mínimo e sistema de plantio direto. Foram determinados o carbono e o nitrogênio da biomassa microbiana do solo, o carbono orgânico e o nitrogênio total do solo, quocientes microbianos para carbono e nitrogênio e relações entre carbono orgânico e nitrogênio total do solo (C/N tot) e entre carbono e nitrogênio da biomassa microbiana (C/N mic). As amostras foram coletadas em Cerejeiras/RO, em duas profundidades (0-10 e 10-20 cm) nos cinco tratamentos, com cinco repetições. A análise estatística consistiu na análise de dados discrepantes, pelo método de Chauvenet, e dos pressupostos das variâncias, pelo teste de Bartlett e de Shapiro-Wilk, seguidos do teste de Kruskal-Wallis, entre os tratamentos, e comparação das variáveis entre as profundidades, pelo teste de Mann-Whitney, e ainda da análise de agrupamentos utilizando o método de Ward, todos ao nível de 5% de probabilidade. Os diferentes usos do solo influenciam as variáveis avaliadas, com exceção da relação C/N tot, sendo que as variáveis microbiológicas demonstram-se mais sensíveis às mudanças do uso e manejo do solo. O sistema de plantio convencional é o tratamento que apresenta maior homogeneidade entre as profundidades. A análise de agrupamentos evidencia que o solo sob plantio direto, sistema de cultivo mínimo e plantio convencional apresenta semelhanças entre si, assim como, o solo sob vegetação nativa de floresta e pastagem também se assemelham.

Palavras-chave: biomassa microbiana do solo, indicadores de qualidade, sistemas de cultivo.

Para acessar o trabalho completo, visite: http://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672012000200008

Matoso, Stella Cristiani Gonçalves ; Silva, Alisson Nunes da ; Fiorelli-Pereira, Elaine Cosma ; Colleta, Queicianne Paniago ; Maia, Emanuel . Frações de carbono e nitrogênio de um Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico sob diferentes usos na Amazônia brasileira. Acta Amazonica (Impresso), v. 42, p. 231-240, 2012.

RESUMO

O florescimento e a produção de tangerinas são influenciados pela safra anterior. Assim, a inibição do florescimento excessivo pode evitar uma frutificação elevada e a exaustão das reservas da planta, contribuindo para uma produção mais uniforme ao longo dos anos. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da aplicação de giberelina na redução do florescimento em tangerinas 'Poncã' e na produção de frutos em duas safras consecutivas. Os resultados demonstram que a aplicação de ácido giberélico reduziu a emissão de flores e aumentou a porcentagem de pegamento de frutos em relação ao ano de florescimento excessivo. A aplicação de giberelinas cerca de 90-150 dias antes do pleno florescimento pode contribuir para redução do efeito da alternância de produção.

Palavras-chave: Citrus reticulata, alternância de produção, pegamento de frutos, giberelinas, reguladores de crescimento.

Para acessar o trabalho completo, visite: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782010005000025

Maia, Emanuel ; Siqueira, Dalmo Lopes de ; Cecon, Paulo Roberto . Produção, florescimento e frutificação de tangerineira 'Poncã' submetida à aplicação de ácido giberélico. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 40, p. 507-512, 2010.

RESUMO

Em experimentos de competição de cultivares de citros, geralmente são utilizados muitos tratamentos, o que requer o emprego de grandes blocos e parcelas com poucas plantas. Tem sido debatido que, nessas condições, pode ocorrer a correlação entre parcelas vizinhas, violando assim a pressuposição de erros independentes da análise de variância. O presente trabalho teve por objetivo avaliar diferentes parametrizações de modelos, considerando ou não a dependência espacial entre parcelas, em dois experimentos de competição de clones de laranjeira Pêra (Citrus sinensis L. Osbeck). Foi utilizada a estrutura auto-regressiva separável de primeira ordem (AR1 x AR1) como modelo de dependência espacial entre os erros. Os resultados encontrados apontam que a modelagem espacial dos erros utilizando modelos auto-regressivos separáveis de primeira ordem para experimentos de seleção de clones de laranjeira Pêra, normalmente trazem pequenos ganhos em termos de qualidade de ajuste. A análise desconsiderando o fator blocos mais o ajuste espacial auto-regressivo separável de primeira ordem apresentou melhor qualidade de ajuste entre os modelos avaliados.

Palavras-chave: Citrus sinensis, produtividade, volume de copa, autocorrelação espacial, modelos auto-regressivos, melhoramento de plantas.

Para acessar o trabalho completo, visite: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782012005000134

Maia, E. ; Siqueira, D. L. ; Carvalho, S. A. ; Peternelli, L. A. ; Latado, R. R. . Aplicação da análise espacial na avaliação de experimentos de seleção de clones de laranjeira Pêra. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 43, p. 8-14, 2013.

Resumo
O estudo teve como objetivo conhecer as indicações de uso dos produtos das abelhas. As entrevistas foram realizadas com representantes de 14 municípios do médio Araguaia, Estado do Mato Grosso, entre os meses de janeiro e fevereiro de 2007. No médio Araguaia, houve indicações de uso para mel, cera, veneno e própolis, principalmente para fins medicinais. O mel foi o produto mais utilizado (75,49%), o consumo é principalmente por ingestão (79,59%) e in natura (71,43%). Os produtos das abelhas são utilizados, pela maioria, para fins medicinais (77,55%) e recomendados para tratar afecções na garganta (63,27%).

Palavras-chave: etnoentomologia; conhecimento tradicional; medicina popular

Para acessar o trabalho completo, visite: http://dx.doi.org/10.4025/actascibiolsci.v31i4.4518

MODRO, A. F. H. ; Souza, Sebastiana De ; Aburaya, Fernando Hiroshi ; Maia, Emanuel . Conhecimento dos moradores do médio Araguaia, Estado do Mato Grosso, sobre a utilidade de produtos de abelhas (Hymenoptera, Apidae). Acta Scientiarum. Biological Sciences (Online), v. 31, p. 421-424, 2009.

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência das composições florísticas locais sobre a qualidade do pólen apícola, em dois apiários de Minas Gerais. Em cada apiário, foram instaladas cinco colméias de Apis mellifera (L.). A flora polinífera foi identificada nas proximidades dos apiários. As bolotas de pólen foram coletadas de agosto a dezembro de 2005. A análise melissopalinológica foi realizada pelo método padrão europeu. Foram realizadas análises nutricionais do pólen relativas à porcentagem de matéria seca, orgânica e mineral, à proteína bruta, ao extrato etéreo e aos carboidratos totais. Foi realizada correlação de Spearman entre os componentes nutricionais e os tipos polínicos ocorrentes. No apiário UFV, a flora polinífera predominante apresentou espécies ornamentais com hábito arbóreo, e no apiário Mesmel predominaram as espécies da pastagem abandonada com hábito herbáceo. A composição nutricional do pólen coletado não apresentou correlação com a diversidade de tipos polínicos, mas apresentou correlação com a predominância de tipos polínicos específicos. As diferentes composições florísticas influenciam na qualidade do pólen apícola, e a coleta em diversas fontes de alimento, pelas abelhas, é importante para a obtenção de uma dieta mais equilibrada.

Termos para indexação: Apis mellifera, palinologia, recurso alimentar, alimentação das abelhas.

Para acessar o trabalho completo, visite:http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2007000800001

MODRO, A. F. H. ; MESSAGE, Dejair ; LUZ, Cynthia Fernandes Pinto da ; MEIRA NETO, João Augusto Alves . Composição e qualidade de pólen apícola coletado em Minas Gerais. Pesquisa Agropecuária Brasileira (Online), v. 42, p. 1057-1065, 2007.

RESUMO

Amostras de cargas de pólen de 10 colméias de Apis mellifera (L.) foram analisadas quanto a sua composição físico-química e origem botânica, tomando-se a coloração como parâmetro para o controle de qualidade. Em sete amostras foi possível estabelecer a ocorrência de mais de 80% de um único tipo polínico, caracterizando-as como monoflorais, porém com variações nos valores protéicos. Uma das amostras era composta exclusivamente por fungos saprofíticos (Cladosporium sp.). Comparando-se as bolotas de fungos com os resultados médios dos componentes nutricionais das bolotas de pólen, as primeiras apresentaram maior valor protéico, matéria mineral e matéria seca e menores valores de matéria orgânica, extrato etéreo ecarboidratos totais. As amostras monocromáticas estiveram de acordo com as especificações físico-químicas reguladoras da qualidade de pólen apícola. Os resultados demonstram que a coloração homogênea das cargas de pólen não se apresentou como um bom indicativo de pólen monofloral e confirma a importância das análises físico-químicas e melissopalinológicas para a caracterização da qualidade do pólen apícola a ser comercializado.

Palavras-chave: Apis mellifera, abelhas, recurso alimentar, análise nutricional, palinologia.

Para acessar o trabalho completo, visite:http://dx.doi.org/10.1590/S0001-37652009000200014

MODRO, Anna F.H. et al . Analysis of pollen load based on color, physicochemical composition and botanical source. An. Acad. Bras. Ciênc.,  Rio de Janeiro ,  v. 81, n. 2, June  2009 .