Resumo
A cultura do cafeeiro ocupa papel de elevada importância na agricultura e economia brasileira. Entretanto, paraaumentar a produtividade recomenda-se a utilização de mudas sadias e de elevado vigor, sendo a propagação vegetativa umaexcelente opção, pois a nova planta mantém as características genéticas da planta-mãe. O uso de reguladores de crescimento éuma técnica necessária na propagação vegetativa. Nesse caso, os reguladores de crescimento usados são os ácidos indol-3-butírico (AIB) e indol-3-acético (AIA), que podem ser obtidos também de plantas que apresentam tais hormônios em suacomposição. A tiririca (Cyperus rotundus L.), espécie daninha de difícil controle, apresenta níveis elevados de AIB e de AIA.Objetivou-se, neste trabalho, avaliar quatro concentrações de extrato aquoso de tiririca e dois tempos de imersão no enraizamentode estacas de cafeeiro. Adotou-se o delineamento experimental inteiramente ao acaso, com quatro repetições e 10 estacas porparcela, em esquema fatorial 4 x 2. As concentrações do extrato utilizadas foram: 0; 400; 800 e 1200 g dm-3, nos tempos deimersão: 20 e 120 segundos. Após 100 dias do plantio das estacas foram analisados: volume de raízes, número de raízes, alturade plantas, número de folhas emitidas e matéria seca total. O extrato aquoso de tiririca não mostrou efeito sobre o número evolume de raízes, entretanto, as demais características avaliadas foram estimuladas ou inibidas pelas concentrações do extrato.O tempo de imersão das estacas pode induzir o crescimento de raízes, porém com 120 segundos de imersão apareceramsintomas de toxicidade.

Palavras-chave: Cofeea canephora; Auxina; Cyperus rotundus L.; Crescimento vegetativo

Para acessar o texto completo, visite: Coffee Science

Dias, J. R. M. ; SILVA, E. D. ; Gonçalves, G. S. ; Silva, J. F. ; Souza, E. F. M. ; Ferreira, E. . Enraizamento de estacas de cafeeiro imersas em extrato aquoso de tiririca. Coffee Science, v. 7, p. 259-266, 2012