Mirian Gusmão Gusmão, Emanuel Maia Maia, Ederson Santana Santana, Jakeline Fernandes Fernandes, Joziany Moura Moura
 
Conhecer a composição arbórea de sistemas agroflorestais (SAF) é importante para auxiliar no planejamento e instalação de novas áreas. Assim, este trabalho objetivou caracterizar a composição florística e fitossociológica da vegetação arbórea em um SAF na Zona da Mata rondoniense. O SAF foi implantado há aproximadamente 25 anos, sem espaçamento padronizado, numa área aproximada de um ha. Foram avaliados os seguintes parâmetros fitossociológicos: densidade, dominância, índice de cobertura e posição sociológica. Foram amostrados 1174 indivíduos, compreendendo 117 espécies. As espécies com maior valor de cobertura foram Theobrama grandiflorum (cupuaçu), Hevea brasiliensis (seringueira), Apuleia leiocarpa (garapa), Jacaranda copaia (caroba) e as que apresentaram melhor distribuição entre os estratos foram a seringueira, a garapa e a caroba. Pode-se concluir que a área apresenta alto índice de regeneração e uma composição bem próxima da floresta amazônica.