Anna Frida Hatsue Modro, Alexandre Zandonadi Meneguelli, Sylviane Beck Ribeiro, Emanuel Maia, Gilmar Alves Lima-Júnior

Objetivou-se demonstrar a relevância que o conhecimento tradicional de plantas medicinais tem para a sustentabilidade dos recursos naturais das populações tradicionais na Amazônia, ressaltando a inserção do cultivo de plantas medicinais como uma atividade que atende as dimensões social, econômica, ecológica, ambiental, politica, cultural e territorial, além de analisar a importância da legislação para o reconhecimento dos saberes tradicionais

Para obter o trabalho, acese: http://www.aba-agroecologia.org.br/revistas/index.php/cad/article/view/19587